Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Influenciadores

Dicas, partilha de experiências e best practices sobre blogging e influenciadores digitais

23.Jun.19

Entrevista Samanta Duarte: Blog Onde andam os Duarte?

P1080632.JPG

 

Com um percurso profissional muito diversificado, onde se inclui a organização do evento Link Bloggers Meeting, Samanta Duarte é uma das caras por trás do blog Onde andam os Duarte. Um blog para os amantes de viagens e que descomplica as viagens com bebés ou crianças. 

Samanta e António já visitaram juntos mais de 40 países e cerca de 80 cidades e o filho André, com apenas 5 anos, já teve a oportunidade de visitar países em 4 continentes. 

Nesta entrevista Samanta partilhou um pouco sobre o seu percurso, partilhando dicas tanto de viagens como para futuros bloggers nesta área. 

 

Conte-nos mais sobre o blog Onde andam os Duarte. Como e quando surgiu?

O blog Onde andam os Duarte? é um blog de viagens com crianças. Partilhamos as nossas viagens, dicas para facilitar as viagens com as crianças, provamos que com os normais 22 dias úteis de férias, e um orçamento mais reduzido, se pode fazer muita coisa.

Damos aquele empurrão de coragem, que os pais recentes precisam para voltar a viajar.

Existem muitos mitos em relação às viagens em família.

O blog quando surgiu não era exactamente assim. Era um blog escrito por mim, directamente para o meu filho André, na altura com quase 1 ano. Eu estava muito doente e queria deixar uma espécie de diário digital para ele se lembrar um dia mais tarde das nossas viagens. O pai iria continuar a contar as histórias sozinho, e passar-lhe o blog um dia que ele o quisesse.

 

Como é que a sua atividade profissional contribui para o blog?

Eu sou formada em Turismo, ramo de Marketing. Trabalhei num hotel em Londres, como tripulante de bordo no Qatar, e muitos anos no aeroporto de Faro em várias funções. Mas, quando quis fazer um blog de viagens, não fazia a menor ideia da empreitada que tinha pela frente, e rapidamente percebi que precisava fazer muita formação na área do Marketing Digital.

Não era só “despejar” lá texto, se queria que ficasse bonito e bem feito.

Estava em casa, não podia conduzir e dependia de familiares e amigos para quase tudo, então ocupei o tempo todo a estudar e a organizar o blog.

Hoje em dia, concilio o blog, trabalhos na área do Marketing, criação de conteúdos e formação.

 

Como faz a seleção do que partilhar sobre a sua vida pessoal no blog, nomeadamente sobre o seu filho?

Não partilho quase nada pessoal no blog. O blog fala apenas de uma parte da nossa vida em família. Muitas pessoas quando nos encontram dizem “Estão por cá? Não estão em viagem?”, porque é o que vêm.

Não viajamos o tempo todo e temos muitas outras atividades quotidianas, como é óbvio.

A seleção é exactamente essa. Só está no blog as viagens. Mostramos o que é bonito. De coisas feias e tristes, está a internet cheia! Falamos de dificuldades em viagem, claro, mas não colocaria por exemplo uma foto do meu filho debilitado ou numa situação em que não se gostasse de ver um dia mais tarde.

Aliás, mais tarde quando ele for adulto, este blog será dele.

 

P1060184.jpg

 

Como lida com a exposição?

Não sinto muito a exposição. Mudámos para uma aldeia pequena. Os vizinhos são estrangeiros ou mais velhos do que nós, ninguém liga. Aqui somos tratados pelo nome, sabem onde nos encontrar, pedem dicas de viagens mas porque ambos trabalhámos no aeroporto, e porque lhes pedimos para regar as flores quando estamos muitas vezes fora. Não por saberem que existe um blog! (risos)

O facto de no blog estarem apenas viagens, não nos dá muita exposição. Não se fala de coisas mediáticas, política, doenças ou outros temas quentes.

 

Como decidem qual o próximo destino a visitar?

Depende… temos uma lista longa de lugares que gostaríamos de ir, procuramos várias opções e escolhemos o próximo destino conforme a tarifa de voo que conseguimos, pois é a maior fatia do orçamento das viagens.

Às vezes alguém nos indica um lugar, pesquisamos informação, gostamos e depois com tempo começamos a procurar a forma mais económica de lá chegar.

 

Como alimenta o blog durante as viagens?

Não consigo escrever posts longos durante as viagens. Não levamos o computador. Colocamos algumas fotos e stories no Instagram, sem edição nenhuma, directamente da máquina fotográfica ou do drone.

Nas viagens tentamos aproveitar ao máximo. Só vemos os telemóveis à noite.

De outra forma não seria honesto. As viagens são mesmo momentos em família, para nos ouvirmos, brincar e conversar sem a pressão do tempo, que todos temos diariamente.

 

GOPR2575-2.jpg

 

Para quem gere um orçamento reduzido, que conselhos gostaria de deixar?

Se viajar é uma atividade que tem impacto na vossa felicidade e vida familiar, tornem-na realmente prioritária. Nós mantemos um mealheiro ao longo de ano só para isto, para que, quando a oportunidade de um voo económico aparece, termos o dinheiro disponível.

Vão por vossa conta, escolham lugares fora dos grandes centros turísticos mais caros.

As crianças gostam de tudo, principalmente estar com os pais 24h, não precisam de parques temáticos ou grandes hotéis com atividades para crianças.

 

Qual é a importância das redes sociais para o blog? Como faz a gestão das mesmas?

Metade do tráfego do nosso website provém das redes sociais. Não dá para as ignorar, se queremos ter leitores assíduos.

As redes sociais consomem muito tempo, e eu tomo conta de tudo sozinha. Sinto que poderia fazer mais e melhor, mas a família é a minha prioridade, faço questão que o André venha cedo da escola, dar-lhe o lanche, brincar, etc.

A nossa vida é super simples.

 

Qual o seu conselho para futuros bloggers na área das viagens?

Há cada vez mais blogs de viagens, ser original não está fácil, há muitos parecidos ou mesmo cópias.

O conselho que deixo é: sejam coerentes, utilizem as boas práticas e relaxem. Não estão numa corrida louca, de olhos vendados. Deem o vosso melhor, de forma sincera e irão conquistar a audiência certa: a que está lá sempre a apoiar, a perguntar porque se ausentaram, a comentar, a partilhar e, principalmente, a dar um feedback positivo e motivar-vos a continuar o blog.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.