Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Influenciadores

Dicas, partilha de experiências e best practices sobre blogging e influenciadores digitais

12.Nov.17

Entrevista Bárbara Barroso, blog As Dicas da Bá: Comunicar um blog de poupança de forma simples

BarbaraBarroso_AsDicasdaBa.jpg 

A Bárbara é autora do blog As Dicas da Bá, onde conta todas as novidades relacionadas com poupança mas não só... também sobre outras áreas, tais como lifestyle, família, carreiras e pessoas.

A blogger é jornalista de economia e especialista em educação financeira. Tem ainda uma Certificação Profissional de Coaching e formação em Marketing Digital, Social Media Management e Luxury Brand Management.

Para além disto, a Bárbara lançou dois livros sobre finanças pessoais, foi comentadora de bolsa na TSF e teve também uma rubrica sobre poupança na rádio.

 

Nesta entrevista a Bárbara fala-nos sobre a nova fase do seu blog, a forma como consegue comunicar dicas sobre finanças e poupança de uma forma simples, como analisa as estatísticas do seu blog, entre outros temas. O melhor é mesmo ler!

1

 

As "Dicas da Bá" têm agora uma "nova casa". Esta mudança de layout do blog corresponde a uma nova fase do projeto?

O blog As Dicas da Bá nasceu há quatro anos com o objetivo de ajudar as pessoas em diferentes áreas da sua vida com dicas muito práticas e úteis. Dada a minha especialização na área de finanças pessoais e educação financeira é natural que a maioria das dicas acabem por ter uma natureza de poupança ou consumo consciente. Nem sempre uma boa dica tem de ser sobre o artigo ou serviço mais barato. No blog sempre procurei dar várias alternativas para todas as carteiras. No fundo, quanto mais informação as pessoas tiverem, melhores opções conseguem tomar. A mudança de layout, e também de casa que alberga o blog (que agora passou a fazer parte do universo de blogs IOL), marca também uma nova fase do projeto, um novo ciclo. O crescimento foi grande nestes anos e agora quero estar ainda mais próxima dos leitores e trabalhar novos conteúdos, cada vez mais interessantes, muito numa perspetiva de ‘smart choice’ (escolha inteligente), que é algo ainda não muito explorado em Portugal. Portanto, sim, vem aí uma nova fase do blog que espero que os leitores gostem.

 

Que novos conteúdos podem agora os seus leitores encontrar?

Algumas novidades ainda não posso revelar porque estaria a estragar o efeito surpresa. Mas podem contar com uma aposta grande em vídeo, entrevistas, reportagens e rubricas. Haverá um cunho ainda mais pessoal.

 

A área financeira é uma área tipicamente mais tradicional e conservadora a comunicar. Quais são os outros truques que usa para se tornar próxima do seu público?

Acima de tudo procuro sempre compreender e saber mais sobre os assuntos. Sou uma pessoa que gosta muito de aprender. Procuro sempre andar informada, descobrir novas coisas e quando falo delas no blog tento fazê-lo com uma linguagem muito simples e acessível a todas as pessoas. Eu costumo tomar como referência a minha avó que tem quase 90 anos. Se ela perceber o que escrevi então é sinal que a mensagem é clara. É importante descomplicar não só os temas como também a abordagem aos mesmos. Falar de dinheiro não tem de ser uma seca. Eu gosto muito e tento transmiti-lo quando escrevo.

 

Para além da sua presença no mundo digital, tens também muitos projetos offline, como workshops de literacia financeira, etc. Fale-nos um pouco sobre estes projetos e que iniciativas tem na calha.

A área da literacia financeira é uma das minhas grandes paixões e o meu sonho é que a educação financeira, um dia, possa vir a ser uma disciplina curricular nas escolas. Foi também no sentido de dar o meu contributo, ao final de quase 15 anos a estudar este tema, quer em Portugal, quer no estrangeiro, que resolvi fundar o projeto de literacia financeira MoneyLab (www.moneylab.pt), através do qual dou formação em poupança, investimentos e coaching financeiro não só a adultos como também a jovens e crianças. Atualmente, estamos a implementar em algumas escolas e universidades programas de educação financeira e estão também a ser preparados seminários e workshops.


Um blogger hoje em dia para além de produzir conteúdos é também um analista de dados. Com que frequência analisa as estatísticas do blog e redes sociais? Quais os indicadores a que dá mais importância?

Todos os dias acabo por olhar para os dados. É inevitável e imprescindível porque nos permitem avaliar o impacto dos nossos conteúdos. Permitem-nos saber o que os nossos seguidores mais gostam, que abordagem teve mais impacto para que possamos continuar a crescer. Mais do que destacar um ou outro indicador, penso que o importante é fazer-se uma avaliação global de todos os dados.

 

É presença frequente na TV. Sente que essa visibilidade tem impacto no aumento de seguidores do seu blog?

A presença na TV ajuda a aumentar temporariamente os seguidores, mas não os fideliza. Ou seja, até podemos ter um pico de audiência porque aparecemos na TV mas os leitores só ficam, só permanecem, e tornam-se seguidores do blog se os conteúdos forem bons e lhes interessarem. Portanto, a chave está nos conteúdos.

 

Que conselhos daria a quem se quer iniciar como blogger?

Simples: comprar o livro “Ser blogger”. E digo isto de uma forma muito sincera e honesta, porque já tive oportunidade de o ler. Trata-se de um verdadeiro manual de como entrar no mundo dos blogs e conseguir rentabilizá-lo. Tem dicas muito simples e práticas e, na minha opinião, é um acelerador para quem quer entrar neste mundo. Estão ali as bases todas, escritas por pessoas que realmente sabem do que falam – que, confesso, é algo que valorizo muito. Mas se tiver de resumir tudo em duas dicas seriam: sejam autênticos e gostem dos assuntos sobre os quais escrevem.

 

 

Muito obrigada Bárbara!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.